Visit the MDN site

Wanderley Pedrosa | O meu país está envelhecendo

Esta semana vamos refletir?

No Brasil o processo de envelhecimento não é diferente do que vem ocorrendo no mundo, é um fenômeno natural, faz parte do ciclo da vida de todos os seres humanos, e os brasileiros não estão fora desse processo de maturidade. A longevidade é uma grande conquista da humanidade na contemporaneidade, e os dados numéricos colocam o Brasil em uma situação de alerta, uma vez que a atual sociedade ainda não está preparada para atender esse contingente crescente de pessoas idosas.

O envelhecimento dos brasileiros possui particularidades diferentes dos demais países; e fato semelhante ocorre também em outros países. Estas características peculiares do Brasil foram levantadas no Relatório Nacional sobre o Envelhecimento da População Brasileira. Relatório esse que é um dos mais completos documentos produzidos no país sobre o envelhecimento populacional. O documento é resultado de um trabalho coordenado pelo Itamaraty e sua elaboração contou com ampla participação de órgãos do Estado e de diversas instituições da sociedade civil organizada.

O referido relatório assinala que as mudanças ocorridas no arcabouço populacional versus crescimento da população brasileira de 60 anos ou mais, longevidade e queda da taxa de fecundidade, está acarretando uma série de consequências no que diz respeito aos aspectos sociais, culturais, econômicos, políticos e epidemiológicos, para as quais o Brasil ainda não está preparado para receber esse contingente de pessoas idosas.

Nesse contexto do processo de aumento da longevidade podemos perceber claramente a evolução do envelhecimento dos brasileiros, a partir da década de 1920 a 2010, conforme aponta a tabela abaixo que mostra a evolução da população idosa por década censitária no Brasil.

A EVOLUÇÃO CENSITÁRIA BRASILEIRA

 

Ano TOTAL DE IDOSOS %
1920 1.234.176 4,0
1940 1.675.534 4,1
1950 2.205.341 4,2
1960 3.330.996 4,7
1970 4.716.208 5,1
1980 7.216.017 6,1
1990 10.722.705 7,3
2000 14.536.029 8,6
2010 18.685.374 9,8

Fonte: IBGE, Censo Demográfico, 2011.

O crescimento da população idosa acentua-se mais a partir da década de 1980. A partir dessa década iniciou-se o processo de discussão do acesso da população aos serviços de saúde, período esse que denominamos de redemocratização do país. Nesse período, o Brasil ainda era um país jovem.

O IBGE aponta que na década de 1970, cerca de 5,10% da população brasileira era constituída de pessoas idosas. Na década de 1990, esse percentual saltou para 7,3%, e 9,8% em 2010. Para Cançado (1996), o aumento do número de pessoas idosas também é acompanhado pelo acréscimo expressivo nos anos de vida que a população brasileira vem conquistando. A probabilidade de vida, que antes era por volta de 33,7 anos em 1950 a 1955, sobreveio para 50,99 em 1990, e chegou até 66,25 em 1995, devendo impetrar os 77,08 nos

anos de 2020 até 2025.

Vale ainda classificar por gênero – masculino e feminino, para podermos analisar criticamente as condições expressas no cotidiano da população nesse primeiro capítulo.

A seguir, apontamos como está distribuída a população idosa por faixa etária e gênero no Brasil.

 

FAIXA ETÁRIA MASCULINA FEMININA TOTAL
60 a 64 anos 3.041.034 3.468.085 6.509.119
65 a 69 anos 2.224.065 2.616.745 4.840.810
70 a 74 anos 1.667.373 2.074.264 3.741.637
75 a 79 anos 1.090.518 1.472.930 2.563.448
80 a 84 anos 668.623 998.349 1.666.972
85 a 89 anos 310.759 508.724 819.483
90 a 94 anos 114.964 211.595 326.559.
95 a 99 anos 31.529 66.806 98,335
100 anos ou mais 7.247 16.989 24.236
Total população Idosa 9.156.112 11.436.485 20.592.597

Fonte: IBGE, censo demográfico 2011.

Segundo o censo de 2010, o Brasil conta com uma população de 190.732.694 habitantes, desse total 83.576.015 são do sexo masculino e 86.223.155 do sexo feminino.

Conforme podemos perceber na tabela anterior, as pessoas idosas do sexo feminino é superior à masculina, chegando 2.647.140, correspondendo a 25% de mulheres a mais em relação aos homens.

Veras (2003, p. 28) diz que: “[…] a velhice é uma experiência que se processa diferente para homens e para mulheres, tanto nos aspectos sociais como nos econômicos, nas condições de vida, nas doenças e até mesmo na subjetividade”.

Nesse processo de envelhecimento, entendemos que a mulher é aquela que se preocupa mais com sua saúde, pois buscam mais pelos serviços de saúde, aliado às condições de trabalho em que elas estão expostas em relação aos homens, são alguns dos fatores que colocam as mulheres em um lugar privilegiado no processo de envelhecimento.

Cabe destacar o aumento da população idosa com 100 anos ou mais, dado que vem aumentando nas últimas décadas como aponta Júnior (2012. p. 14):

Uma mudança demográfica importante demonstrada pelo censo de 2000 foi o aumento no número absoluto de indivíduos centenários, um fenômeno que já era observado há algumas décadas em países como os EUA, Canadá e Japão, e que agora também passa a acorrer no Brasil.

Com isso, a população feminina mostra-se superior à masculina, chegando a contar 9.742 mulheres centenárias a mais que os homens, dado que nos leva reafirmar que as condições favoráveis de trabalho e os serviços de saúde, ainda são fatores possibilitadores de uma longevidade ainda maior para a população envelhecida nas próximas décadas no Brasil.

 

Você parou para pensar no seu processo de envelhecendo?

Porque temos temos mais mulheres do que homens centenários no Brasil?

Para você, o que significa envelhecer?

Como você está envelhecendo?

 

Até a próxima semana!

 

Wandeley Pedrosa
Wandeley Pedrosahttp://www.portaldefrutal.com.br
Assistente Social do CREAS Doutor e mestre em Serviço Social Membro efetivo das academia Frutalense de Letras - AFL Membro efetivo da Academia Frutalense de Artes -AFA Wanderleypedrosa@yahoo.com.br

Colunistas

Professor José Luiz | Maior beleza

Meu pai disse algo tempos atrás que me deixou meio encafifado. Confabulando sobre algumas...

Dr. José Luiz de Paula | Plano diretor: instrumento de planejamento urbano

A Constituição da República diz que toda a cidade com mais de 20 mil...

Professor José Luiz | Ato de bravura

Tantas vezes desistimos de realizar algo em função do medo carcereiro da opinião do...

- UMA PALAVRA DE NOSSO PATROCINADOR -

spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui