Visit the MDN site

O amor é a melhor das religiões

As religiões devem sempre pregar a linguagem do amor e da esperança. Todas elas têm esta característica fundamental que as ligam. Às vezes, por coisas pequenas, diferenças mínimas de pensamento, as pessoas se afastam e alegam que sua religião é a melhor, aquela que vai fazer você se aproximar de Deus. Ledo engano: o que o faz próximo do Criador, segundo todos os grandes mestres religiososos, é a bondade que carrega em seu coração!

Discutir qual religião é a melhor é total perda de tempo. Ocupe-se praticando boas coisas, levando paz por onde passar, deixando boas sementes de amor e fraternidade. Não podemos cair nas armadilhas do fanatismo e nos deixar levar pelos caminhos tortuosos da intolerância. O fanatismo beira a estupidez. Para conviver com o outro é preciso ceder espaços para movimentos e pensamentos. O fanático é incapaz desta ação, pois sempre acha que está acima de todas as verdades e é senhor pleno do orgulho estampado no próprio umbigo descomunal.

O fanatismo deixa a pessoa cega e surda. Só se permite ver o que lhe interessa e ouvir o que lhe agrada. “Do fanatismo à barbárie não há mais do que um passo”, já dizia Denis Diderot, consagrado filosofo francês que definiu bem a proximidade entre o fanatismo e a tragédia. Infelizmente, o fanático é consumido pelo ódio cego quando é confrontado. Ele não aceita nada que não se encaixe em suas “verdades”.  Como se tivesse vendas nos olhos, o fanático não quer enxergar, pois enxergar significa admitir que há diferenças, pontos de vista e crenças não alinhadas às suas. Isso vale para todas as searas da vida. O melhor é o caminho do respeito a toda forma de ser e de pensar. Amor acima de tudo é a melhor das religiões.

Quer decifrar o mapa da salvação? É tão simples: pratique o bem e tudo ficará bem.

É isso aí!

Professor Jose Luiz
Professor Jose Luizhttp://www.portaldefrutal.com.br
Professor José Luiz de Paula é palestrante, consultor e escritor. Já falou com milhares de pessoas sobre assuntos que edificam e aprimoram os indivíduos e os ambientes de trabalho. É autor do volume de crônicas "E o tempo sorria", lançado em 2015, e "Travessia", lançado em setembro de 2019. Publicou recentemente o livro Educação e Meio Ambiente, com professores universitários de instituições de diversas partes do país. Lançou o livro de poesias “Imagem letrada” em 2021. Já publicou dois livros com alunos do Ensino Médio (Contando causos e Despertar). Docente na FAF-Faculdade de Frutal por 15 anos e professor nas áreas de Língua Portuguesa, Legislação Educacional, Literatura Brasileira e Língua Inglesa. Colunista de jornais impressos e sites de notícias, apresenta o quadro "Travessia" e o programa "Na ponta da língua" na 102 FM de Frutal (MG). Atuou como secretário municipal de educação da cidade de Frutal (MG) no período de 2005 a 2016 e como diretor de escola municipal e escola estadual. Professor José Luiz é habilitado em Letras e Pedagogia, sendo também especialista em Psicanálise e Educação, em Gestão Educacional pela UFMG e em Educação Pública pela UFU e integrante da Academia Frutalense de Letras.

Colunistas

Dr. José Luiz de Paula | Plano diretor: instrumento de planejamento urbano

A Constituição da República diz que toda a cidade com mais de 20 mil...

Wanderley Pedrosa | O meu país está envelhecendo

Esta semana vamos refletir? No Brasil o processo de envelhecimento não é diferente do que...

Professor José Luiz | Ato de bravura

Tantas vezes desistimos de realizar algo em função do medo carcereiro da opinião do...

- UMA PALAVRA DE NOSSO PATROCINADOR -

spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui